Expresso DF: Desrespeito a faixa exclusiva

0
333

Em testes há um mês, o Expresso DF, que tem a previsão de ser concluído até o final do mês, está em fase final para iniciar as operações em horários de pico. Contudo, alguns motoristas insistem em trafegar pela faixa exclusiva dos ônibus do sistema BRT (Bus Rapid Transit). O Departamento de Estrada de Rodagem (DER) garante que a fiscalização irá iniciar após os testes. A Secretaria de Transporte do DF informou que a campanha para a conscientização dos motoristas em relação à faixa exclusiva na EPIA, principalmente, está sendo realizada.

A fase experimental do ônibus articulado é para avaliar a segurança do veículo e o tempo de percurso. Durante o teste, alguns motoristas invadiram a pista exclusiva. Segundo o DER, que é responsável pela fiscalização das rodovias, as multas para os infratores serão aplicadas após o período de testes se encerrar. “Ainda está na fase educativa, mostrando que na faixa não pode circular carros. Após isso, vamos multar os motoristas que desrespeitarem a faixa”, garante o superintendente de trânsito do departamento, Murilo de Melo.

De acordo com Murilo, ainda faltam algumas adequações de sinalização no percurso para os motoristas não avançarem na faixa exclusiva. Ele destaca também que serão três tipos de fiscalização nos 42 quilômetros de faixa exclusiva do Expresso DF. “Teremos a fiscalização eletrônica, por radar fixo. Outra será com a presença de um agente com radar móvel, ou seja, ele pode está em cima da passarela e filmar a infração. E a terceira será com a presença dos agentes em pontos estratégicos realizando abordagem.”
A multa para os motoristas que trafegarem pela via exclusiva do Expresso DF será de R$ 127 e mais cinco pontos na carteira, como consta no artigo 184, inciso 2 do Código de Trânsito. “A faixa exclusiva à esquerda é de velocidade maior, por isso a gravidade”, explica o superintendente.

TESTE – O DFTrans realizou, ontem (7), o primeiro teste do Expresso DF Sul em horário de grande movimento para avaliar como o ônibus irá funcionar com o trânsito pesado. O ônibus articulado teve saída do Park Way com destino à rodoviária do Plano Piloto, sem passageiros.

A finalidade era medir a segurança do veículo e tempo de percurso. O veículo gastou 17 minutos e os monitores consideraram o teste um sucesso. Ainda não há previsão de quando o ônibus irá circular com passageiros em horários de pico. De acordo com o DFTrans, a operação com passageiros será iniciada após os testes comprovarem a estabilidade e segurança no percurso.

Fonte: Alô