Aliança entre Reguffe e Rollemberg abre crise no PDT federal

0
433

Apoio de Reguffe à candidatura do senador Rodrigo Rollemberg desagradou integrantes do partido do deputado federal. O senador Cristovam Buarque e o presidente regional da sigla, George Michel, disseram não ter sido consultados

O anúncio de que Reguffe (PDT) apoiará a candidatura de Rodrigo Rollemberg (PSB) abriu uma crise entre pedetistas do Distrito Federal. Como o Correio mostrou na edição de ontem, o deputado federal decidiu abrir mão de concorrer ao Buriti para se juntar ao projeto de Rollemberg. O presidente do PDT no DF, George Michel, e o senador pedetista Cristovam Buarque criticaram a decisão de Reguffe e alegaram que o posicionamento foi definido sem uma consulta ao partido. O presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, garante que dará aval às decisões do diretório regional.

George Michel, que defendia uma coligação com o PT, de Agnelo Queiroz, criticou Reguffe. “Foi uma decisão pessoal e não reflete uma deliberação do partido. Não fomos consultados, nenhuma candidatura foi confirmada ainda”, destaca. “Pessoalmente, minha posição é de que, se o PDT não tiver candidato próprio, apoie a candidatura do Agnelo. De qualquer forma, isso teria que passar pelo partido”, comentou.

O senador Cristovam Buarque disse que soube da decisão de Reguffe pela imprensa. “Fiquei chateado, lamento que o Reguffe não tenha me consultado ou me comunicado. O apoio do Reguffe ao Rollemberg não tem o meu repúdio. Ele não é o candidato da vergonha nem da decepção. Mas considero desastrosa a forma com que isso foi feito”, ressalta o senador do PDT.

Cristovam Buarque: “Fiquei chateado, lamento que o Reguffe não tenha me consultado ou me comunicado”.