Arruda e Roriz se reaproximaram para enfrentar Agnelo Queiroz

0
320

As eleições majoritárias do Distrito Federal terão personagens que são velhos conhecidos dos eleitores brasilienses. Seja na disputa ao governo, seja à vice-governadoria, seja ao Senado, seja nos bastidores, caciques políticos vão enfrentar rivais históricos e, em alguns casos, antigos aliados. Os principais nomes da corrida eleitoral da capital federal têm um passado comum, com histórias de brigas, traições, perdão e reconciliação.

Uma dessas idas e vindas é a que a reuniu novamente José Roberto Arruda (PR) e Joaquim Roriz (PRTB) na disputa eleitoral deste ano. Os dois ex-governadores deixaram para trás as mágoas e os desgastes decorrentes dos episódios que levaram ao terremoto político de Brasília, em 2009. E, em nome do pragmatismo, formaram uma aliança que terá Arruda como cabeça de chapa e Liliane Roriz como candidata a vice-governadora. Tudo com a bênção do pai da distrital, também filiada ao PRTB.

Os dois se conheceram ainda nos anos 1980, quando Arruda era funcionário da Companhia Energética de Brasília (CEB) e Roriz já despontava como personagem influente no cenário da capital federal. Arruda foi secretário de Obras do então governador e, com apoio dele, se elegeu para o Senado em 1994. Quatro anos depois, a dupla rompeu e os dois disputaram o Buriti contra Cristovam Buarque (PDT). Roriz levou a melhor.