Comissionado é suspeito de vender empregos

0
334

Falsas promessas de emprego podem levar à prisão um ex-funcionário da Secretaria de Trabalho do DF. Segundo denúncias, o homem cobrava até R$ 5 mil para beneficiar vigilantes e indicá-los para vagas em órgãos públicos. As pessoas pagavam metade do dinheiro como garantia, e o restante, quando o suposto acordo fosse celebrado. Os trabalhadores, porém, continuaram desempregados e denunciaram o estelionato à polícia. Francisco Erlando Rodrigues, que até semana passada trabalhava em um cargo comissionado, foi exonerado. A pasta abriu processo administrativo para apurar a conduta dele e descobrir se há outras pessoas envolvidas. A polícia também investiga o caso.

José William Souto da Silva, 28 anos, está entre as pessoas que procuraram a polícia. Ele afirma que pagou R$ 2,5 mil a Francisco Erlando, há menos de um mês. “Ele disse que as propostas passavam por ele na Secretaria de Trabalho e ele conseguiria uma vaga para mim. Então, eu pagaria o restante. Ele daria a resposta na quarta-feira passada, mas, dois dias antes, já parou de atender as ligações”, conta. “Pedi esse dinheiro emprestado e não consegui meu emprego. Não sei como vou fazer agora para pagar”, lamenta o vigilante.

(foto:diretor geral da policia civil afirmando que a principio o caso é tratado como estelionato)