Deputada quer responsabilizar governador do DF por morte de bebês

0
395
O Ministério Público do Distrito Federal encaminhou no último dia 3 ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, representação protocolada pela deputada distrital Liliane Roriz (PSD) contra Agnelo Queiroz em que pede investigação sobre a susposta responsabilidade do governador pela morte de nove recém-nascidos na UTI Neonatal do Hospital Regional de Ceilândia.Em representação encaminhada ao MPDFT, a deputada diz ter anexado documentos assinados por médicos e servidores do hospital que denunciam a falta de condições de trabalho e risco de contaminação hospitalar. A deputada pede também quie o secretário de Saúde, Rafael Barbosa, também seja investigado.

 Em nota, a Secretaria de Saúde informou que adotou todas as medidas para controlar o surto da bactéria Serratia na unidade e que, por isso, nem o secretário, nem o governador podem ser responsabilizados pelas mortes ocorridas no local. A pasta disse ainda que está à disposição do MP para prestar qualquer esclarecimento.

A maternidade do hospital chegou a ser fechada em abril para limpeza depois que sete bebês morreram em 18 dias. Em três semanas, nove recém-nascidos morreram na unidade. A Secretaria de Saúde do DF informou que três das mortes foram causadas por infecção pela bactéria Serratia.O Ministério Público informou que fez o encaminhamento do documento à Procuradoria Geral da República porque o órgão é o único habilitado para analisar o caso, uma vez que o governador tem foro privilegiado.