Deputados criticam destinação de terreno da Embrapa para programa habitacional

0
336

A polêmica sobre a destinação de um terreno da Embrapa Cerrados para a implantação de um programa habitacional do GDF repercutiu na sessão ordinária da Câmara Legislativa desta quarta-feira (30). Alguns deputados discursaram sobre o tema e criticaram a retirada do terreno da empresa de pesquisa.

O deputado Joe Valle, líder do PDT, argumentou que o terreno em disputa é objeto de pesquisa há 25 anos. “Esse solo vem sendo estudado há 25 anos. Se houver descontinuidade da pesquisa, os trabalhos voltarão à estaca zero e serão necessários mais 25 anos apenas para se chegar ao estágio atual”, lamentou.

O deputado Chico Leite (PT) também se manifestou contrário à transferência da área. Para ele, o GDF deve buscar outra solução que não prejudique a Embrapa, “um exemplo de produtividade”.

A disputa é sobre uma área onde a Embrapa Cerrados está instalada há mais de 40 anos. O terreno pretendido pelo governo tem 300 hectares e abriga pesquisas agropecuárias para o desenvolvimento da produção no bioma Cerrado. As pesquisas são usadas em mais de 200 milhões de hectares no Brasil, de acordo com a Embrapa.

O GDF justifica que desde 2009 a área é considerada urbana pelo Plano Diretor de Ordenamento Territorial (PDOT). O governo pretende construir no local quatro mil unidades habitacionais para o programa Minha Casa, Minha Vida.

Fonte: OIcidade