Descaso e abandono

0
283

Diversas praças de Brasília estão em condições precárias devido à falta de cuidado e manutenção.

A beleza da Praça dos Três poderes encanta quem visita ou mora em Brasília. No entanto, nem tudo é elogio. Falta manutenção na praça. No chão, muitas canaletas estão com partes soltas e enferrujadas. As pedras portuguesas também estão fora do lugar.

Na praça em frente ao Palácio do Buriti, criada para homenagear líderes de outros países, há vários problemas. Muitos bustos estão sem as placas de identificação. Outros foram simplesmente arrancados.

Em um deles, parte dos óculos foi quebrada. Nem o medalhão em homenagem ao líder revolucionário latino americano Simon Bolívar foi poupado.   Perto dali, mais problemas. Em frente ao Memorial dos Povos Indígenas, as calçadas estão quebradas.

A Praça do Cruzeiro, provavelmente a mais antiga de Brasília, inaugurada em 3 de maio de 1957, está em situação de abandono. O lugar foi escolhido para a abertura do Eixo Monumental. Apesar da importância histórica, a situação é de abandono. Há bancos pichados, calçadas quebradas e muito lixo.

De acordo com a assessoria de imprensa da Administração de Brasília, já foi feita a solicitação e o órgão aguarda a liberação de recursos do orçamento para fazer a recuperação de todas as praças e monumentos da área central da cidade.

Entre os locais, estão a Praça dos Próceres, Praça dos Três Poderes, o Memorial dos Povos Indígenas, entre outros.

De acordo com a assessoria, não é possível dar um prazo para que a reforma aconteça, pois não depende da Administração e sim do GDF (Governo do Distrito Federal).