Falso corretor é preso em Taguatinga norte

0
357

Agentes da Secretaria da Ordem Pública (Seops) prenderam, em flagrante, nesta segunda-feira (8), um falso corretor que vendia casas no Assentamento 26 de Setembro, em Taguatinga Norte. Com o grileiro foram encontrados documentos falsificados e carimbos. Ele já havia negociado 101 lotes e tinha mais 14 para vender, o que renderia um lucro total de R$ 4,6 milhões.

O secretário da Ordem Pública, José Grijalma Farias, destacou que a área já era monitorada há muito tempo e essa prisão ajuda a contar o avanço do assentamento. ‘A gente vem monitorando aquela área e hoje [ontem] tivemos a felicidade de apreender com ele uma vasta documentação falsa que comprovava a atuação dele’.

A área é toda irregular e, de acordo com Farias, as terras são da Terracap e estão em processo de transferência para a União, por isso nunca serão regularizadas para moradia. O secretário ressaltou que o foco das investigações é tirar os grileiro de circulação e que as denúncias da população são fundamentais para evitar que mais pessoas sejam enganadas por grileiros.

O suspeito foi levado para a Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema). Ele será autuado pelo crime de parcelamento irregular do solo, podendo pegar de um a cinco anos de prisão e ainda terá de pagar multa de dez a cem salários mínimos. O falso corretor também pode ser indiciado por falsificação de documentos.

Só neste ano foram presas 28 pessoas que atuavam como grileiros no DF, sendo que quatro atuavam no Assentamento 26 de Setembro. Em comparação com o ano passado, o número é alto, pois durante todo 2012 foram indiciadas 31 pessoas.