Festa da virada na Esplanada terá forte esquema de segurança

0
259

Um público de mais de 200 mil pessoas é esperado na festa da virada do ano na Esplanada dos Ministérios e, para garantir que nada atrapalhe a alegria dos participantes, foi montado um esquema especial de segurança. Trabalhará no local um efetivo de mil policiais militares, além de 67 bombeiros e 35 policiais civis, número que, de acordo com a Secretaria de Segurança, é suficiente para este tipo de evento.

O secretário adjunto de Segurança Pública do DF, coronel Roberto Oliveira, disse, nesta segunda-feira (30), em coletiva à imprensa, que a maior preocupação é com os furtos em geral. “No ano passado tivemos um réveillon muito tranquilo, sem registros de homicídios e nem problemas com brigas, mas tivemos alguns furtos a veículos e objetos em geral. Temos a preocupação esse ano de minimizar ao máximo essas ocorrências”, afirmou.

De acordo com o coronel, todos os participantes serão revistados no momento em que chegarem ao local, seja pela Rodoviária do Plano Piloto, como pelas escadas localizadas atrás dos prédios dos ministérios. “Vamos abordar principalmente aqueles que estiverem com mochila ou bolsas. Queremos garantir que todos tenham um réveillon de muita paz sem incidentes desagradáveis”, afirmou.

A identificação das crianças também foi levantado como outro ponto relevante pelo coronel Gilson Oliveira Leal, da Polícia Militar. De acordo com ele, como são muitas pessoas aglomeradas em um mesmo local, é essencial que o público infantil esteja devidamente identificado. “Todas devem ter no bolso um papel com seu nome, nome dos pais, telefone e endereço, para que possamos entrar em contato com os familiares em caso de perda”, disse.

Ao todo, farão a segurança da festa, 68 viaturas, sendo 52 da PM, 12 do Corpo de Bombeiros e quatro da Polícia Civil, além disso, oito UTI’s e dois postos médicos estarão prontos para atendimento ao público na Esplanada. O Detran informou que serão utilizados pelo menos 40 bafômetros nas fiscalizações e a PM vai utilizar um bafômetro em cada um dos 22 pontos de fiscalização que serão montados na região central de Brasília.