Funcionários da CEB fazem protesto

0
304

40 funcionários da CEB reuniram nesta terça-feira (12) em frente ao Palácio do Buriti, para pedir incorporação de abono, ganho real e equiparação salarial com trabalhadores da Eletrobras. Durante o protesto, um dos funcionários se acorrentou a uma árvore.

Os trabalhadores estão em greve desde o último dia 4. Nesta terça, os servidores realizaram assembleia e decidiram manter a paralisação por não aceitarem a proposta da CEB.

A diretoria da companhia disse que reconhece o direito de greve dos trabalhadores, mas não aceita que o movimento cause prejuizos à população. A empresa informou, por meio de nota, que decidiu entrar na Justiça por considerar a greve abusiva.

Até esta terça, a CEB registrou 1802 chamados em aberto. Apenas 9 equipes de manutenção estão trabalhando em todo o Distrito Federal. Durante a greve, uma solicitação leva 80 horas para ser atendida, segundo a companhia. As regiões onde há o maior número de chamados são Taguatinga, Ceilândia e Brazlândia.