GDF promove semana de mobilização contra a dengue em Ceilândia

0
485

O GDF vai realizar ações  de combate à dengue em Ceilândia durante uma semana a partir desta segunda-feira (18).  Agentes da Vigilância Ambiental estarão nesta segunda na QNP 10, no P Sul,  para visitar as residências da quadra e identificar os focos do mosquito Aedes aegypti. Os moradores serão orientados sobre o  preenchimento do formulário com as atividades que são feitas para eliminar os focos da doença e as orientações para retirar  lixo e entulhos das casas.

As ações fazem parte da 16ª Semana de Prevenção contra a dengue em Ceilândia. Na terça-feira (19) está agendada uma “blitz” na BR 070, nas proximidades do Condomínio Privê e Setor O.

Os motoristas serão abordados pelos policiais rodoviários federais, por agentens da Coordenação Geral de Saúde de Ceilândia e da Secretaria de Saúde de Águas Lindas (GO), região do Entorno. Eles vão receber material educativo com dicas de prevenção e cuidados com o mosquito transmissor da doença.

De acordo com o cronograma, os técnicos do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) vão fazer recolhimento de  materiais descartados pelos moradores da cidade na quinta e na sexta-feira. Nas escolas, os professores vão realizar um trabalho educativo com os alunos para que eles identifiquem em casa os possíveis focos de dengue e auxiliem os pais a fazer a remoção.

dengueinfo

Dados da secretaria divulgados em fevereiro apontaram aumento de 55% no número de casos registrados em janeiro deste ano na comparação com o mesmo mês do ano passado. Foram 160 ocorrências em 2013 contra 103 em 2012. De acordo com o governo, a maior parte das transmissões confirmadas ocorreu fora do DF.

Também de acordo com a pasta, as notificações da doença, que são as suspeitas de contaminação, também aumentaram e passaram de 580, no ano passado, para 638. A secretaria disse que investiga duas mortes em que a dengue é uma das possíveis causas.

As regiões com mais casos confirmados em 2013 e com contaminação no próprio DF foram Ceilândia (25), Sobradinho II (7) e Taguatinga (6). Ceilândia (95), Taguatinga (63), Samambaia (36) e Recanto das Emas (33) foram as regiões com os maiores números de casos notificados.

Fonte: G1