GDF recorrerá na Justiça contra proibição a mudanças em modelo pedagógico

0
312

O ano letivo nas escolas públicas da região que adotaram o sistema de ciclos está garantido e o GDF recorrerá nos tribunais contra recente decisão judicial que impede a continuidade do novo modelo de ensino. As informações são do secretário de Educação do Distrito Federal, Denilson Costa.

Segundo ele, assim que receber a notificação do juiz, o governo apresentará argumentos para demostrar que a reorganização da educação básica da rede pública de ensino, conhecida como sistema de ciclos e semestralidades, não traz prejuízos a ninguém.

No início do ano, quando pelo menos 300 escolas adotaram o atual modelo educacional de forma voluntária, o Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) entrou com uma ação na justiça local para impedir a mudança, sob a alegação de que não houve debate com a comunidade, alunos e professores.

Após reuniões entre promotores e a Secretaria de Educação encerradas no fim do mês passado, ficou acordado que o governo deveria realizar audiências com os cidadãos, estudantes e educadores para avaliar o sistema proposto e sua adequação às necessidades da rede, processo que foi realizado, segundo o governo.