Governador acredita em solução

0
257

O compromisso de o governo garantir o emprego dos 12 mil trabalhadores do transporte público do Distrito Federal foi reafirmado, nesta terça-feira (26), pelo governador Agnelo Queiroz, durante solenidade que deu posse a 91 novos servidores na Secretaria de Agricultura. O motivo do anúncio foi a decisão dos rodoviários em interromperem o trabalho durante todo o dia.

“Depois de 50 anos sem nenhuma melhoria, fizemos uma grande transformação no sistema de transporte do Distrito Federal. Em todo esse processo, a maior preocupação do governo foi com os trabalhadores do setor, que possuem famílias para sustentar”, afirmou.

O governador afirmou  que foi feito um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado em maio de 2012, com a participação da Promotoria de Defesa do Consumidor, do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), para garantir que essas pessoas não ficassem desempregadas.

“Mas tem gente que quer impedir esse acordo histórico. Nosso objetivo é que essa transição seja feita com paz e tranquilidade. Não queremos prejudicar esses 12 mil servidores, nem o 1,2 milhão de passageiros que utilizam diariamente o sistema. Mas tenho certeza que a Justiça ganhará”, desabafou Queiroz.

Quando completamente implantado, o novo sistema de transporte público do DF irá manter duas das 13 empresas que atualmente operam as linhas de ônibus. De acordo com o sindicato da categoria, o motivo para a greve é o medo que os trabalhadores têm de perder os empregos e os direitos trabalhistas, após a conclusão das licitações.