“Não podemos permitir as mentiras”, diz Lula sobre CPI da Petrobras

0
365

Durante uma entrevista nesta terça-feira (8/4) a vários blogueiros, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que em todos os anos eleitorais a oposição tenta emplacar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a Petrobras. “A gente não pode é ficar permitindo que por omissão nossa, as mentiras continue prevalecendo”, rebateu ele ao ser questionado sobre a atual conjuntura da estatal.

Lula conversou sobre diversos temas. Confirmou que não será candidato e pediu para que os blogueiros repercutissem a informação. “Minha candidata é a Dilma Rousseff, acabem com essa boataria. Isso eu não posso registrar em cartório”, brincou o petista. A coletiva foi transmitida pela internet.

O ex-presidente disse que sua percepção sobre os meios de comunicação é que pioraram bastante “do ponto de vista da neutralidade”. Para ele, a imprensa deve relatar apenas fatos verídicos a população: “contra ou a favor, que a verdade prevaleça”.

Copa do Mundo
Lula lembrou da comoção quando o Brasil foi escolhido para ser a sede do mundial em 2014 e questionou: “por que a anulação disse agora?”. O petista explicou que o dinheiro usado na Copa não foi retirado da saúde, pois é verba do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), destinada a empréstimos. “Não teve nenhum país no mundo em que não teve protesto durante a Copa”, disse ele.

Mensalão
Sobre o julgamento da AP 470, o ex-presidente afirmou que precisa ser estudada a “participação e o poder da condenação” que a mídia teve durante este julgamento. “Os mesmos que defendiam a força para José Dirceu, defendem um julgamento tranqüilo para outros”, falou ele.

Reforma política
Lula é a favor de uma constituinte exclusiva para fazer a reforma no Brasil. Sobre financiamento público de campanha, ele disse que “é a forma mais barata e honesta de fazer eleição no Brasil. O cidadão pode saber quanto custa o voto”.

Lei Antiterrorismo
“Não acho que o Brasil precisa dessa lei, porque não tem terrorismo no país. No local do Carnaval, fazer uma lei contra alguém que usa máscaras é impensável”. Lula disse que as manifestações representam “a sociedade em processo de evolução, tentando conquistar cada dia mais coisa”.