Novo shopping está interditado

0
280

A Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis) interditou nesta terça-feira (19) o Shopping JK, três dias após a inauguração do centro de compras. Segundo a agência, a interdição ocorre para a realização de vistoria no local, que é um dos requisitos para a obtenção do “Habite-se”, documento que o empreendimento ainda não possui.

Apesar da determinação, o shopping estava funcionando normalmente no início da tarde. Segundo a administração do centro de compras, os documentos pedidos pela Agefis foram entregues e a empresa não recebeu notificação sobre a interdição.

A Agefis informou que o shopping pode ser multado caso descumpra a determinação. Para esta tarde estava prevista a ida de uma equipe da agência ao local.

O Shopping JK foi construído na avenida Hélio Prates, entre Taguatinga e Ceilândia. De propriedade do ex-governador e empresário Paulo Octavio Alves Pereira, o centro de compras começou a funcionar no sábado (16) apesar da falta do “Habite-se”, documento que atesta que o empreendimento está de acordo com a legislação.

Segundo a direção do shopping, o autorização para funcionar não foi emitida porque o processo, que estava na administração de Taguatinga, foi apreendido pela Polícia Civil. O empreendimento foi alvo de operação da polícia por suspeita ter tido a construção autorizada por servidores da administração após pagamento de propina.

O empresário Paulo Octavio nega envolvimento com irregularidades e diz que todos os empreendimentos da empresa dele estão dentro da legalidade. “Nós protocolamos pedido de ‘Habite-se’ essa semana. Conseguimos todos os alvarás da CEB, da Caesb, do Corpo de Bombeiros. Só falta o papel, que certamente será fornecido, imagino, na segunda-feira”, disse o empresário.