O quanto e por que é NECESSÁRIA a SUPLEMENTAÇÃO para a maioria dos seres humanos

0
751

Sanduíche-de-suplementosQuem se “alimenta realmente BEM” pouco precisa de suplementos e, quando precisa, o mais comum é que seja por curtos períodos de tempo, ou seja, para cumprir objetivos pontuais relacionados à sua saúde, composição corporal, produtividade, longevidade, etc.

Só que EU conheço POUQUÍSSIMAS pessoas que “alimentam-se realmente bem”, já que isto pressupõe além de comer de 3 em 3 horas, pelo que aprendi, coisas como ingerir pelo menos 5 porções de frutas/verduras/legumes por dia, pratos com alimentos de diversas cores, variações periódicas de cardápio, etc ( http://www.icaro.med.br/alimentacao-saudavel-dicas-para-mais-musculos-e-menos-gordura/ ). Ou seja, sejamos práticos: o ideal MESMO é buscar sempre um bom e constante acompanhamento nutricional (competente de verdade: tem muitos por aí falando abobrinhas recorrentemente e ainda passando como bam-bam-bans no assunto…) e alimentar-se cada vez melhor MAS a maioria de nós passa uma vida inteira sem conseguir sucesso absoluto nisto!

Entretanto, ao mesmo tempo que concordamos que a maioria de nós não se “alimenta realmente bem”, temos que entender que ainda assim nosso organismo tem demandas absolutas, diárias, de água e vários nutrientes (vitaminas, minerais, proteínas, gorduras, etc), que se não vêm da alimentação, TÊM que vir de algum lugar, certo? Pois é aí que “entra” a NECESSIDADE de SUPLEMENTAÇÃO para a maioria dos seres humanos: ou você se “alimenta realmente BEM” ou com certeza precisará de suplementos para complementar, fornecer ao seu organismo o que ele precisa para viver mas não está vindo da sua nutrição; simples assim.

Só que se você não suplementar direito, vai ter problemas… Suplementar direito pressupõe SEMPRE: o suplemento correto para cada caso, na quantidade certa, de boa qualidade, na dosagem adequada, pelo período adequado, para a pessoa certa. Ou seja, se você não é um profissional de saúde competente nesta área de suplementação, com experiência e estudo abundante e atualizado, possivelmente NÃO acertará todas estas variáveis e sua suplementação será pouco eficaz, totalmente ineficaz ou até danosa para você.

Por exemplo, polivitamínicos/poliminerais: os disponíveis no mercado nacional em sua maioria têm “de tudo” mas em quantidades clinicamente insuficientes e contendo matérias-primas de qualidade “não tão boa assim” ( http://www.icaro.med.br/“polivitaminicos”-–-o-que-considerar-quando-e-se-tiver-que-escolher/ ); sobre os importados há vários excelentes (EU gosto muito dos da Optimum, GNC e LifeExtension) mas podem fazer entrar no seu organismo “excessos”, de acordo com as particularidades de cada caso; e lembre-se que o excesso de alguns nutrientes pode empurrar outros para fora do seu organismo (por exemplo o sódio empurra o cálcio, o ferro empurra o magnésio, etc) – Ou seja: só por usar um suplemento polivitamínico/polimineral regularmente você passa a precisar, também regularmente, de acompanhamento para adequar o uso deste suplemento às necessidades do seu organismo ou o que era bom pode virar danoso… De fato, o mesmo ocorre com todos e quaisquer suplementos – lembre-se: quem usa precisa de acompanhamento regular para GARANTIR: “o suplemento correto para cada caso, na quantidade certa, de boa qualidade, na dosagem adequada, pelo período adequado, para a pessoa certa”!

Resumindo: ou você “alimenta-se realmente BEM”, sob BOM e regular acompanhamento nutricional OU vai precisar de suplementos; e neste caso, o uso de suplementos deve ser prescrito e acompanhado regularmente por profissional de saúde competente nesta área de suplementação, com experiência e estudo abundante e atualizado: se você negligenciar esta orientação, MUITO provavelmente acabará com resultados ruins ou mesmo intoxicando-se a curto, médio ou longo prazo.

Não te parece LÓGICO tudo isso? Pois é… Simples assim.

Boa semana!

Dr. Ícaro Alves Alcântara
www.icaro.med.br

* Esta é a MINHA opinião, conforme acima, parece-me óbvia e é confirmada pela maioria dos bons profissionais que conheço e muito do que já estudei até hoje… Concordam? Alguém discorda? Vamos comentar e discutir?