Pediatra dorme em plantão e deixa de atender pacientes; Saúde investiga

0
643

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal abriu uma sindicância para apurar um possível caso de omissão de atendimento médico no Hospital Regional do Gama (HRG). Um pediatra, escalado para o plantão da noite de quinta-feira (14/3) teria dormido no meio do trabalho e negado atendimento a 39 crianças que estavam no pronto-socorro.

Segundo a Polícia Civil, o neto de Jorge Alves Almeida foi um dos que não conseguiu ser atendido. Jorge chegou ao HRG acompanhado da filha, do genro e do neto, por volta de 21h30 de quinta-feira, para conseguir atendimento para a criança que estava com dor de ouvido.

No entanto, quando por volta de 0h, o menino ainda não havia sido atendido. De acordo com Jorge, a supervisora geral do hospital pediu ao pediatra para atender os pacientes, mas ele teria alegado cansaço e somete atenderia a partir de 3h.

A supervisora, então, procurou os dois policias militares que estavam de plantão no hospital e pediu ajuda. Mesmo após conversar com os agentes, o médico se recusou a voltar ao serviço.

A supervisora, acompanhada de Jorge e outras duas testemunhas, foi à 14ª Delegacia de Polícia (Gama) prestar queixa. Quando os policiais civis chegaram ao hospital para prender o médico por omissão de soccorro, o pediatra apresentou um atestado médico.
De acordo com Jorge, um cardiologista atestou que o médico estava com pressão alta. Segundo o avô, o atestado foi elaborado durante o período em que as crianças esperavam por atendimento, por volta de 1h15 desta sexta.

Veja a nota da Secretaria de Saúde na íntegra

A Secretaria de Saúde do DF – SES/DF informa que abrirá sindicância para apurar onduta médica do pediatra escalado no plantão noturno de 14 de março de 2013 no RG.