Plataforma une investimentos em ESG à inteligência artificial

0
93

Robô escolhe ativos baseadas entre as 36 ações que fazem parte do Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3

A plataforma de robôs traders SmarttBot está unindo o investimento em ativos sustentáveis à inteligência artificial. A empresa vai lançar duas carteiras, em sua plataforma SmarttInvest, baseadas em ativos ESG, com ações que fazem parte do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3, que reúne 36 ações de 30 empresas.

A ideia é deixar que a B3 escolha as ações que têm os melhores índices de governança e sustentabilidade, e usar a inteligência artificial da empresa para criar uma carteira com base no ISE. Segundo Gabriel Pires, gerente de produto da SmarttInvest, o intuito é que o produto tenha rendimentos superiores ao índice, que, desde sua criação em 2005, apresentou rentabilidade de 295,68% (dados de junho disponibilizados pela B3), acima do Ibovespa.

“A única influência humana está na escolha pela B3 das empresas que compõem o ISE. Nosso algoritmo vai olhar três pilares: correlação das empresas entre si, qual foi o desempenho histórico daquele ativo e o que fundos e as casas de análises estão falando sobre ele”, afirmou Pires.

De acordo com ele, uma das carteiras terá dez ativos do ISE, cada um compondo entre 5% e 15% do total; a outra, cinco ativos, cada um compondo entre 10% e 30% da carteira. O objetivo nesse caso é que os ativos nas carteiras sejam trocados com menor regularidade, a cada três meses, levando em conta o fator custo versus benefício de realizar a mudança operacionalmente.

Para os usuários, é preciso criar uma conta e escolher carteira, corretora e o valor a investir. Feito isso, basta enviar o dinheiro para a corretora da qual o investidor já seja cliente, e os robôs da SmarttInvest realizarão a alocação dos recursos automaticamente. A plataforma está conectada a 14 corretoras no país, como BTG Pactual digital (do grupo controlador da EXAME).

A mais recente carteira do ISE B3 foi anunciada em 29 de novembro de 2019 e vigora no período de 6 de janeiro de 2020 a 1º de janeiro de 2021.