Saúde pública

0
329

O Distrito Federal tem um deficit de atendimento de 1,5 milhão de pessoas no sistema público de saúde, segundo estimativas da Secretaria de Saúde.

Em 2012, foram mais de sete milhões de atendimentos de urgência e emergência em Brasília e na Região Metropolitana do DF, que inclui cidades de Goiás e de Minas Gerais, nas 59 unidades da secretaria, entre hospitais, unidades mistas, centros de referência e centros de Atenção Psicossocial (Caps). Nos três primeiros meses deste ano, os atendimentos já ultrapassaram 2,4 milhões, de acordo com dados do resumo dos serviços médico-hospitalares da pasta.

 Uma das principais deficiências da saúde no DF está na falta de leitos. Hoje, há menos leitos disponíveis que no ano passado. Dos atuais 4.375, 188 estão bloqueados, o que anula os 29 leitos abertos entre 2012 e 2013. Este ano foram, do total de atendimentos entre janeiro e março, 44,6 mil internações, 18,2 mil cirurgias, 418,2 mil examesradiológicos, 4,3 milhões de exames patológicos e 418,2 mil exames de imagem.