Secretaria de saúde descarta surto de bacteria em HRC

0
298

A Secretaria de Saúde divulgou, na tarde desta segunda-feira (15/7), a causa da morte de um dos dois bebês prematuros que estavam internados no Hospital Regional de Ceilândia (HRC). As duas crianças morreram no último domingo (14/7), na UTI neonatal do Hospital, um deles após infecção pela bactériaKlebsiella. A unidade está em contenção e, segundo a pasta, só vai receber casos de extrema urgência

Segundo a Secretaria de Saúde, as mostras do material colhido para análise no segundo bebê não foram suficientes para descobrir as causas da morte. As primeiras amostras não deram sinal da bactériaSerratia, porém essa possibilidade não foi completamente descartada pela ecretaria. Novos exames estão sendo feitos para confirmar o motivo

Duas outras crianças prematuras que estão internadas na Unidade de Cuidados Intermediários e na UTI neonatal do HRC estão infectadas pela bactéria Serratia. Os dois bebês têm menos de um mês de vida e apresentam baixo peso, porém estão respondendo bem ao tratamento. A Secretaria de Saúde declarou que todas as medidas estão sendo tomadas para que um surto não aconteça no Hospital.

Durante o mês de abril de 2013, a maternidade do Hospital Regional de Ceilândia chegou a ficar interditada por uma semana depois que sete bebês internados morreram, pelo menos dois com a bactériaSerratia.