Taxistas são impedidos de usar tabelas para atualizar valores antigos

0
280

Cerca de 150 taxistas ainda estão com os taxímetros desatualizados em Brasília. Para os passageiros, é preciso observar se o taxímetro está marcando o valor R$ 4,08 já na arrancada – se isso ocorrer, o taxista está em dia com a Secretaria de Transportes. Já se o valor for R$ 3,30, o taxímetro está desregulado e o motorista proibido de usar a velha tabela que trazia valores antigos.

Caso o taxista insista em usar a tabela, o passageiro pode alegar que pagará somente o valor mostrado no taxímetro. No caso do taxímetro já estar atualizado, mas ainda assim o taxista insistir em usar uma tabela, o passageiro deve procurar uma delegacia e fazer uma ocorrência de estelionato.

Além disso, os motoristas que estão irregulares podem ser multados em até R$ 1.025. O maior problema, no entanto, é o passageiro ser passado para trás, já que o taxista pode, irregularmente, tentar usar essa tabela.

De acordo com o subsecretário de Transporte Público Coletivo e Individual, José Ronaldo Persiano, para se proteger, o passageiro pode anotar o número da permissão que se encontra na porta do carro ou em seu interior e denunciar por meio do número 3363-7567. A pessoa deve comunicar que aquele permissionário não se encontra legal perante a Subsecretaria de infraestrutura e Transporte Publico Coletivo e Individual (Sutransp).