Trabalhadores rurais acampam em frente a ministério

0
263

Cerca de 500 integrantes do Movimento Camponês Popular (MCP) estão acampados em frente ao Ministério do Desenvolvimento Agrário desde as 4h desta terça-feira (11). O grupo quer ser recebido pelo ministro da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, para debater a pauta do movimento, chamada “Jornada de Luta em Defesa de Alimentos Saudáveis e pelos Direitos das Mulheres Camponesas”.

Segundo o diretor do MCP Wender Ferreira, os manifestantes querem debater com o governo politicas públicas para os camponeses, como o Plano Safra, que, segundo eles, está parado.

Eles também reclamam que outras ações, como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), estão sem recursos desde dezembro do ano passado.

O grupo também protesta contra a grande quantidade de alimentos transgênicos e contaminados por agrotóxicos e contra a violência cometida contra mulheres.

O diretor disse que mais 3 mil manifestantes de Goiás, Bahia e Piauí devem chegar a Brasília, em dez ônibus, até o fim do dia. O grupo pretende permanecer acampado no local até esta quarta.

Com a entrada do estacionamento do ministério bloqueada, funcionários tinham de entrar pela garagem. Os seguranças fecharam o acesso ao prédio, temendo que o edifício fosse ocupado pelos manifestantes.  PMs acompanham o movimento, mas, segundo eles, o protesto é pacífico e não há ordem de retirada dos acampados.

(Foto: Barracas dos trabalhadores)